23 de mai de 2010

Beijos, beijos...

Quem não gosta de beijar e ser beijado? Beijo é uma expressão de afeição, carinho e estima e faz muito bem. Quando há um beijo, tem-se a ideia de que junto há sentimentos de bem-querer e de de cumplicidade entre ambas as partes, tanto quem beija como quem é beijado. Nossos lábios são a origem de muitas terminações nervosas, como as pontas dos dedos, ou como as orelhas, daí o prazer que surge com o beijo, e é por isso que beijar garante-nos uma sensação tão agradável. Não se beijam somente namorados: pais beijam filhos, amigos se beijam, até conhecidos podem trocar beijos. Há várias maneiras de beijar, e para cada ocasião pode haver uma forma diferente de se beijar a mesma pessoa - se vamos, por exemplo, nos despedir de alguém, não será um beijo igual ao que lhe damos ao desejar boa noite, ou ao beijo que damos quando de uma grande excitação, por causa de uma comemoração ou de um momento de intimidade...

Todos nós temos os nossos gostos, e quando beijamos, revelamos muito do que somos. Uma pessoa extrovertida poderá ter facilidade em beijar e receber beijos, ao contrário de outra que é mais fechada ou tímida. Se pararmos para observar, veremos que cada um tem um modo de beijar que é único, de igual maneira como caminhamos, falamos, ou usamos as mãos para nos comunicar de modos diferentes uns dos outros.

O
beijo faz parte da cultura humana, estando presente em todos os tempos, embora varie um pouco, a depender dos costumes de um determinado local. Antigamente, era muito usado como sinal de respeito para com quem ocupava uma posição de destaque ou de liderança (os imperadores romanos eram beijados por seus súbditos, os czares da Rússia beijavam quem recebia alguma homenagem especial da corte, as noivas escocesas beijavam os padres assim que terminava a cerimónia de casamento para deles obter a bênção, e por aí vai). Posso citar, como uma curiosidade, que ouvi dizer que na África subsariana não havia beijo na boca antes da chegada dos colonizadores europeus, mas não sei se isso é verdade. Enfim, beijo é bom, todo mundo gosta, e se fôssemos falar detalhadamente do assunto, isso seria matéria para um blogue inteirinho.

E
xistem milhares de beijos. Que tal aprender alguns? Dê uma olhada no que o Sac encontrou e impressione na hora de beijar! PS.: o beijo grego não está na lista, ok?

Beijo escondidinho – é quando a língua desaparece, ideal para receber carinhos, isso estimula o parceiro.

Beijo oceânico – cobre o nariz do outro com os lábios.

Beijo de amigo – conhecido como selinho, onde não há beijo propriamente dito, apenas os lábios se encostam (a Hebe Camargo é famosa por dar selinhos em seus convidados).

Beijo de Tia – é aquele que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada.

Beijo metralhadora – beija-se todo o corpo da vítima: pescoço, testa, orelhas, nuca e etc.

Beijo Conde Drácula – é o beijo que estende-se por todo o pescoço, muitas vezes deixando marcas vermelhas de chupões e dentadas (super erótico).

Beijo Titanic – os beijadores se envolvem numa troca de muita saliva, um mar de saliva...

Beijo esquimó – um esfrega o nariz do outro com o seu próprio.

Beijo Sangria – é uma pequena chupada nos lábios do parceiro.

Beijo Balinês – neste beijo um dos parceiros encosta os lábios no rosto do outro, sentindo assim sua temperatura, e o outro retribui, encostando seu rosto no dele, sentindo assim seu odor.

Beijo Chinês – é o chamado beijo estalado: o homem encosta os lábios e o nariz na bochecha da mulher, aspira seu perfume e estala seus lábios ou vice-versa.

Beijo Roda Gigante (ou Roda Panorâmica) – neste beijo, casal fica a girar a cabeça de um lado para o outro

Beijo de Beber – os amantes dão de beber um ao outro usando a boca. É um costume da Roma Antiga e fica mais gostoso se for champanhe ou vinho.

Beijo Francês – já foi conhecido como florentino; este é o melhor de todos: beijo de língua (ou lambido), beijo onde um chupa a língua do outro. Em muitos idiomas ele recebe este nome, mas em francês a expressão é simplesmente le baiser amoureux - o beijo carinhoso.

Beijo de lagartixa – é dar uma lambida nos olhos do outro.

Beijo Assoprado – beije tua mão e assopre para a pessoa em questão (um beijinho meigo).

Dicas

Beijar é uma demonstração muito directa de carinho. Que tal beijar mais vezes quem tu amas? Experimente o que não é habitual. Beije as mãos para deixar que o teu amor veja a tua boca (o que não dá para fazer ao beijar no rosto), beije os olhos dele ou dela fechados (é super meigo, e ficará na lembrança mais tempo que um beijo na testa). Experimente falar na hora de beijar, fazer elogios, comentar o que vocês dois estão a viver ultimamente... palavras gentis entre beijos são realmente devastadoras!


Beijos a todos e até o próximo domingo.

Monsieur Cvet z Juga

6 comentários:

Debor@h disse...

Monsiuer querido,

Adorei os beijos, nem sabia que tinha o beijo de largatixa hahah ihhhh, o beijo metralhadora é o máximo e já experimentei vários desses ai, beijar é muito bom mesmo e faz bem ao coração e a alma. Muitos beijos para vc!!!

Historias de Depois... disse...

Amo beijo de esquimó! hauahu

Abdoul Hakime Goul Djounoubi disse...

Eu gosto mais do beijo à francesa, mas por enquanto não tem quem me os dá, né... fazer o que?

Mais beijos para todos!

Alyne disse...

Que saco essa beijo da tia...é tão melhor " tacar" um beijo na bochecha do que o rosto com rosto...rsss

Essas dicas aí, são excelentes..agora vou dar nominhos aos beijos no namorado..rssss

E aí pra vc...beijo gde na bochecha, estralado..por favor!

Hakime Goul Djounoubi disse...

Sim, beijo estralado é dos bons!

Eu trabalho numa fábrica lotada de gente, e fiz amizade com um montão de moças. Ao despedir-me, depois do expediente, sempre eu reclamo: "Onde está o meu beijo?!", aí elas viram as bochechas uma por uma e eu vou lá dar meus beijos. Só eu, elas quase sempre não. Mas nem me incomoda. Só de eu beijar já é super gostoso... me sinto uma criança, hahaha.

Madame disse...

Que tal um beijo de lingua bem demorado???
A D O R O!

Amo quando o post é sobre beijos rsrsrs