31 de mai de 2010

Curiosidade Feminina

Eu gosto de homens e não tenho dúvidas, mas confesso que já beijei uma amiga e queria saber se é comum essa curiosidade entre as mulheres ou sou só eu?

Querida curiosa :-D

Quem é que nunca brincou de namorado com as amigas na infância e sem malícia alguma acabou dando um beijo de mentirinha? Eu mesma confesso que brincava de casinha com minhas amigas, onde uma era a mãe, a outra o pai, a outra a filha e assim por diante, e conforme nosso papel na brincadeira, nos comportávamos de tal forma como achávamos que deveriam ser.

No seu caso, você sabe do que gosta e não tem dúvidas e te agradeço por compartilhar conosco sua dúvida.

Acho natural o interesse e a curiosidade entre as mulheres de saber como seria beijar ou até mesmo ter algo a mais com outra mulher, mas isso varia de pessoa para pessoa, não existem regras.

Já entre os homens, acho que esse interesse é bem menor ou quase inexistente, ou pelo menos esse desejo não é exposto tanto como no caso das mulheres que falam abertamente sobre isso sem vergonha, então eles acabam guardando em segredo a curiosidade.

Na minha opinião os homens não querem sabe como é estar com outro homem porque isso seria homossexualismo, já nós mulheres encaramos a coisa com mais naturalidade e menos preconceito, só para matar a curiosidade, sem fazer da coisa um bicho de sete cabeças.

Se você tem curiosidade e a oportunidade pintar, siga sua intuição e faça o que achar que deve fazer. Mate a sua vontade! Quer tentar? Tente sem medo e depois venha me contar como foi, que sou curiosa também haha.

E tenha certeza, você não é a única curiosa, de curiosidade morreram muitos gatos hahah. Beijos para você!

Madonna e Britney Spears

Quem não arrisca, não petisca!

Beijos X

30 de mai de 2010

Amor de Mãe


Ninguém falou neste blogue de amor materno, ainda. Então serei o primeiro! E que ironia da vida, porque a minha mãe já faz anos que eu não vejo. Sei que ela sofre por causa disso, como eu sofro, mas muito mais do que eu, não por eu ser lá essa criatura maravilhosa não, mas sim porque com certeza ela ama muito mais do que eu que sou filho, por ser mãe...

É algo simples de se entender, raro é alguém que não saiba directamente o que é esse amor, ou seja, que não tenha experimentado esse tipo de afeição em sua vida. Apenas os órfãos não conhecem o amor de mãe, embora mesmo estes saibam, pelos outros, do que se trata. Há mesmo pessoas que acreditam somente em amor de mãe - quem é que nunca ouviu a frase "Amor de verdade só o da minha mãe!"? Aqueles que dizem coisa assim certamente estão com alguma revolta ou trauma no coração, mas nisso se evidencia a enormidade desse amor que as mães dão a seus filhos, pois não há quem dele duvide.

Pode-se especular se o amor materno é um amor natural, instantâneo, que passa a existir assim que surge o be
bé ou se, ao contrário, é como todos os outros amores, uma relação que se constrói com o tempo, através das experiências da mãe com o seu pequenino ser. É difícil saber, pode-se apenas especular. Porém, de um jeito ou de outro, não há dúvida quanto ao fato de que é o primeiro carinho que experimentamos durante a vida, o mais duradouro, o mais completo e o mais incondicional. As mães, na minha opinião, amam em primeiro lugar por "egoísmo" puro: amam um pedaço de si. Porque, em seu subconsciente, certamente que é assim que vêem a seus frutos, aos frutos de seus ventres, que são seus filhos. Não que seja um sentimento de posse, e sim de completude, de estar fundida, de ser parte, ser uma peça no conjunto do todo. Estão a entender a minha ideia? Quero dizer que uma mãe enxerga a seu filho como a ela mesma, mais ou menos como um bebé vê à sua mãe como um pedaço de si, uma extensão sua, nos primeiros anos de vida, dela exigindo tudo. Não que seja maldade do bebé, porque ele não é mal, apenas seu egoísmo decorre de não ter percebido ainda que tanto ele como ela são seres independentes.

Eu senti isso quando fui embora. Nos dias anteriores à minha partida, minha mãe mudou muito (revelou-se muito), e na despedida, por suas lágrimas, pela maneira como me olhava e dissimulava (ou tentava dissimular) sua dor eu pude ver o que eu representava para ela.

Todas as mães são muito parecidas. Elas querem o bem de seus filhos mesmo que estes não as amem como elas os amam, sem deles esperar nada em troca. Quantos filhos dariam a vida pela mãe? Poucos. Quantas mães dariam a vida pelos filhos? Todas! Porque para elas, tanto faz o filho ou a si, é tudo uma parte de um mesmo todo.

Eu brigava muito com minha mãe, nos anos rebeldes de adolescente. Teve épocas que cheguei a pensar que amava mais à minha irmãzinha do que a ela. Mas, hoje, passado tanto tempo de separação, reconheço que talvez a minha irmã nem se lembre mais de mim. A minha mãe, com certeza ainda lembra. Eu poderei ter duvidas em relação a todos os amores que porventura aparecerem na minha vida, só que do dela jamais haverá dúvida, sei que foi a pessoa que mais me amou e que mais me ama ainda. Só Deus sabe o quanto me arrependo de tê-la magoado tanto. Mas é bom saber (e eu sei) que ela não guarda rancores, apenas uma certa mágoa mesmo.

Me perdoem por falar tanto de mim neste post, as Madames e os leitores. Considerem isto como um desabafo e esqueçam. Até o próximo domingo.
Monsieur Cvet z Juga

28 de mai de 2010

Pra começar...

Pra começar...
Quem vai colar
Os tais caquinhos
Do velho mundo
Ninguém aqui vai
Pátrias, famílias, religiões...
Religiões
E preconceitos
Quebrou não tem mais jeito
Agora descubra de verdade
O que você ama...
Que tudo pode ser seu
Se tudo caiu
Que tudo caia
Pois tudo raia
E o mundo pode ser seu
Todinho meu
Todinho meu e seu... (Marina Lima)

Recebi o convite para escrever no blog e aqui estou!
Hoje estreio com uma sensação tipo "borboletas na barriga". Já me senti assim outras vezes e hoje...novamente com ela estou.

Resolvi começar escrevendo essa letra de música da Marina Lima porque há diferentes interpretações e como o assunto aqui é voltado a relacionamentos, amor, sexo e tais coisas, penso que nada melhor do que " viajarmos" em nossas reflexões.

Toda e qualquer relação há sempre um começo. Pode ser com a mãe (ambiente intra-uterino), com irmãos (relação familiar), com amigos (relação social), com gerente (relação profissional), com paquera, namorado, marido e amante (relação conjugal), pode ser com quem for, haverá sempre um começo e ele é precioso para a manutenção dessa relação. É importante lembrar que começo difere de " primeira impressão" (em outro momento aprofundamos nisso).

Desde pequenos ouvimos dizer que " a primeira impressão é a que fica". Mas será mesmo? Será que num simples começo conseguimos "identificar" de fato como o outro é?
Sempre formamos uma crença a respeito das pessoas. Olhamos e não vamos com a "cara" dela, não queremos nem passar perto dessa ou daquele ou simplesmente nos apaixonamos, ficamos admirados..querendo ter a pessoa sempre por perto. Daí então vem o começo...o começo da amizade, o começo no namoro, o começo da relação.


Esse passo é tão especial...tão único. Só conhecemos uma vez a mesma pessoa....é singular.

Não vamos "criar" pensamentos disfuncionais, situações desagradáveis nesse "começar". Vamos simplesmente conhecer, acolher, olhar, sentir para então depois formar opinião baseada nos fatos.

Aproveite o começo pra acreditar, devagar mas sem medo....acreditando que "tudo pode ser seu e sem caquinhos pra colar".








Beijo enigmático,

Madame Cleópatra





27 de mai de 2010

O que Importa é Você!





Pensei num tema para minha estréia e para tudo que eu olhava, via ou ouvia só pensava em fim de relacionamento. Confesso que relutei em escrever sobre isso porque meu inicio aqui não merecia um tema sobre fim. E como creio que tudo tem um porque, La vou eu.
Claro que somos muito diferentes dos homens, mas se pensarmos bem num fim de relacionamento, que mulher nunca pensou que o ex não estava sofrendo o suficiente?
Os homens por outro lado não querem q a gente sofra, eles ate nos dizem a pior frase possível para se dizer nessa hora:(mas tadinhos eles não sabem o que dizem) o problema sou eu. Ou pior: você é perfeita, merece coisa melhor que eu.
Como assim?
Ai pessoas todo fim de relacionamento é sofrido sim, tanto para nós mulheres(muito) quanto para eles. Mas eles sofrem de forma diferente. Eles sofrem(salvo raras exceções) já ligando para alguém que já estava em banho-maria, pois como ele já sabia que o fim era inevitável, já tem alguém pra esse momento, pode ser uma ex também, alias homem adora ligar para ex quando a relação atual não vai bem.
Mas nós mulheres temos a tendência de sempre se agarrar a uma relação que não mais nos pertence. Quando percebemos que o cara ta meio nem aí, começamos a fazer de tudo, tudo que não devemos fazer porque assim iremos afasta-lo ainda mais.
O homem é muito visual e um choro ou uma cara sofridinha vai fazer com que ele durma essa noite com a mulher, mas no dia seguinte ele quer mais é sumir depressa de perto da pessoa que passa a impressão de que o ama mais do que a si mesma. Homens adoram mulheres que se gostam, se arrumam, se produzem (sem exageros).
Como assim falar para um homem que sem ele a vida não tem mais sentido? Ele não vai ficar com a mulher por pena. Pode ate funcionar por um tempo. Mas uma mulher de verdade jamais se contenta com migalhas. Ela tem que querer mais. Ela merece mais.
Quando um homem quer ir embora, ou te trata tão mal, com indiferença e você se sente mais sozinha numa relação do que se tivesse propriamente só, deixe-o ir. Você não o estará deixando o seu homem ir (trágico), você estará ficando livre para novas oportunidades.
Claro que temos sempre que garimpar, não é fácil encontrar um homem de verdade na multidão, mas ele existe e pode estar a procura de uma mulher como você. Mas pra isso deixe o que não te pertence, deixe o que te faz mal pelo simples fato de não te olhar mais com paixão, com amor. Não fazer questão da sua companhia. Não te notar, ou pior age com indiferença total porque já tem outra ou outras.

É difícil sair dessa relação, mesmo porque as mulheres encontram um homem e o subconciente dela já o analiza e vê o que pode mudar nele, de inico ela ate consegue mudar alguma coisa, mas ninguém muda por ninguém. Mudamos quando queremos. Cada um tem seu motivo. Mas o que não podemos é projetar no outro a nossa felicidade, ela independe do homem pra acontecer. Aprenda a ter momentos felizes sozinha primeiro. Veja o que te da prazer. Combine algo com as amigas. Pode ser que a libertação de que você precisa esteja tão perto, mas tão perto que por isso você não a veja.
Se ele vai sofrer com a separação ou não não vai te trazer beneficio algum a não ser para o seu ego.
Se precisar de um tempo sozinha, se tranque no quarto e chore, mas chore muito. Mas logo saia de La tome um banho e vá fazer coisas por você! Por quem te ama, te respeita, te admira.
As vezes tem um amigo que sabemos que é doidinho por nós, sempre tem, vamos usá-lo nesse momento para nos ajudar a levantar o astral, quando vemos tudo estará no passado e ate chegamos a nos perguntar: como fui ficar tanto tempo com um idiota indiferente?
Nessa hora estaremos curadas, pode ser ate que lembremos dele, mas estaremos tão ocupadas sendo felizes que o pensamento vai sumir como fumaça da nossa cabeça.
Temos esse poder sim, só precisamos acreditar e agir.

Eu acredito em você!

Beijinhos doces da Madame Infinity



26 de mai de 2010

Amor Amigo




" Estou apaixonada por um amigo meu, e agora? o que eu faço?"




Se apaixonar por um amigo é uma coisa muito comum, e muito difícil também....
Já aconteceu comigo , e eu perdi o amigo..hahahaha....


Bom, primeiro acho que vc tem que pensar direitinho nos seu sentimentos e começar a ponderar algumas coisas..por exemplo...Será que é paixão, ou admiração? é muito comum, começarmos a admirar um amigo e confundirmos os sentimentos..outra coisa, ele está solteiro? ou começou a namorar recentemente?


Também é comum, sentirmos ciumes dos amigos, sem que isso implique em paixão....


Depois de decidido que está mesmo apaixonada e que é pra valer mesmo.....vamos observar a atitude do moço em relação a vc...Vc acha que é correspondida? que ele te dá uma atenção especial?

Bom, se ele é seu amigo, ele já gosta de vc, e isso é um ponto a favor...ele já curte as mesmas coisas, e já te conhece, te respeita, e gosta de vc assim mesmo....amigo é assim....

Eu sou super a favor de se declarar....deixar ele saber que o que vc sente por ele....Se vc é tímida, de pequenas pistas, sinta se o cara tb está a fim e ai deixe rolar...
Nesse caso, uma boa conversa, sicenra e franca, podem resolver seu problema.


O mais complicado de se apaixonar por um amigo, é q se corre o risco de perder a amizade caso não de certo..ai é f*****, mas cabe a vc decidir se vale a pena lutar por esse amor...


O difícil também nesses casos é ver o seu amigo contar sobre outras garotas, as vezes até conhece las, saber da vida dele, querer fazer parte e não poder.....


por isso sou a favor de contar o que sente, pelo menos, ele vai te respeitar nesse sentido para não te magoar....

Se isso não acontecer, é pq o cara não merece ter vc como amiga , nem como namorada..lembre se disso !

Ah, nos conte o que decidiu e se a amizade vai virar romance, ok?




Beijos molhados da Madame Mandy



24 de mai de 2010

Viva o Amor

A semana começa mais uma vez e eu venho cheia de novidades para contar em primeira mão!

Agora, além de termos a presença ilustre do nosso Monsieur Cvet Z Juga (desculpa mas até agora não sei pronunciar amigo hahah), agora teremos a partir dessa semana mais madames no Sac! Yes!!!

Estava difícil encontrarmos tempo de postar mais de 1 vez na semana, então decidimos buscar outras madames corajosas, decididas, que sabem o que querem ou pelo menos o que não querem nas suas vidas e vieram dar a luz das suas graças aqui no blog. Fico muito feliz e em nome de todas as madames dou as boas vindas à Madame Infinity e a Madame Cleópatra. Sejam bem vindas madames!

Hoje vou deixar um texto que encontrei na Revista
Personare e achei demais e tem muito a ver comigo, escrito por Bruna Rafaelle.

Alguma pessoa já passou pela sua vida e você teve a total certeza de que era "o seu número"? Existem situações que vivenciamos que nos permitem entrar em contato com pessoas que parecem que tem um pedaço de nós dentro delas, não é mesmo? Parece até que estamos mais vivos quando estamos perto delas, além de dar uma paz gostosa de sentir. Tem gente até que percebe que ficamos mais iluminados e felizes, porque realmente estamos irradiando mais vida e mais prazer de estar ao lado de quem amamos de verdade.

Outro dia, eu observei um caso muito interessante. Era um casal que tinha se separado por um motivo bobo, mas dentro deles ainda havia uma esperança muito grande de que iriam dar certo mais adiante. Ambos carregavam uma sensação enorme de tristeza quando se lembravam das banalidades que os separara. Durante muito tempo, cada um seguiu o seu caminho, traçando novos relacionamentos, mas por dentro havia sempre um lugar guardado apenas para aquele par perdido no tempo. Eles viveram novos amores, mas nada que fosse tão intenso e que tocasse tanto suas almas.

Num belo momento de suas vidas, eles resolveram juntar as peças do seu passado e decidiram frequentar os mesmos lugares que iam juntos. A história se desenrolou como eles fizeram acontecer, eles se reencontraram e vivem até hoje esse amor, muito mais maduro e com a vontade de que tudo dê certo entre eles. Mas como foi esse processo dentro deles?

Durante toda nossa vida, nós passamos por mudanças que são nossos amadurecimentos, aprendemos a lidar com a vida, com a morte, com ganhos e perdas, desenvolvemos nossas habilidades e absorvemos grandes conhecimentos. Passamos por vários relacionamentos afetivos que findam quando já não há mais finalidades para eles.

Há casais que realmente não passam muito bem por esse processo de amadurecimento juntos. Por isso vemos relacionamentos que se desgastam e terminam. Mas, em alguns casos, o sentimento se mantém e mostra a sua força com o tempo. O que é mais importante nisso tudo, não é se o nível de maturidade do casal é diferente ou igual, mas se há ou não uma vontade verdadeiramente grande dos dois permanecerem juntos. Isso, sim, abre portas e cria pontes inimagináveis para que o relacionamento aconteça.

Isso se comprova quando observamos pessoas que ficaram separadas por anos e anos e depois retomaram suas relações e em casais que vivem relacionamentos profundos, mesmo vivendo em lugares bem distantes.

As pessoas muitas vezes querem encontrar um amor, mas, em muitos casos, elas não se permitem amar. Estão fechadas, presas a relações do passado que não são reais no momento atual.

Para elas eu sempre pergunto:

Você está realmente querendo amar neste momento de sua vida?
Você se coloca como uma pessoa que quer ser amada?
Você está aberto para uma relação?
Se você se identificou com o tema e respondeu sim às perguntas acima, então permita-se amar. Faça a sua vida se abrir para um amor verdadeiro e viva o prazer de amar.

Somos seres capazes de amar e temos necessidade de receber amor de outras pessoas. Então, sempre que você se perguntar se há um amor verdadeiro por alguém em você e se também perceber, tanto da sua parte como da parte dessa pessoa, que vale a pena viver esse sentimento, permita-se trocar esse bem!

Acredite e tenha fé em si também sobre as suas capacidades de ser amado por alguém realmente interessante, do jeitinho que você quer. Lembre-se: a primeira e única pessoa capaz de criar a sua própria realidade é você mesmo. Então, capriche na autoestima para que essa pessoa venha e fique em sua vida.

Muito bom né, agora deixo os dias dos integrantes do Sac.

Madame X - Segundas
Madame Muááá - Terças
Madame Mandy - Quartas
Madame Infinity - Quintas
Madame Cleópatra - Sextas
Monsieur Cvet Z Juga - Domingos


Os Sábados estão livres pois até madames e monsieurs merecem descanso! haha

E não esqueçam de mandar perguntas e tirar dúvidas conosco, escrevendo para o email sacdoamor@gmail.com

Beijos X

23 de mai de 2010

Beijos, beijos...

Quem não gosta de beijar e ser beijado? Beijo é uma expressão de afeição, carinho e estima e faz muito bem. Quando há um beijo, tem-se a ideia de que junto há sentimentos de bem-querer e de de cumplicidade entre ambas as partes, tanto quem beija como quem é beijado. Nossos lábios são a origem de muitas terminações nervosas, como as pontas dos dedos, ou como as orelhas, daí o prazer que surge com o beijo, e é por isso que beijar garante-nos uma sensação tão agradável. Não se beijam somente namorados: pais beijam filhos, amigos se beijam, até conhecidos podem trocar beijos. Há várias maneiras de beijar, e para cada ocasião pode haver uma forma diferente de se beijar a mesma pessoa - se vamos, por exemplo, nos despedir de alguém, não será um beijo igual ao que lhe damos ao desejar boa noite, ou ao beijo que damos quando de uma grande excitação, por causa de uma comemoração ou de um momento de intimidade...

Todos nós temos os nossos gostos, e quando beijamos, revelamos muito do que somos. Uma pessoa extrovertida poderá ter facilidade em beijar e receber beijos, ao contrário de outra que é mais fechada ou tímida. Se pararmos para observar, veremos que cada um tem um modo de beijar que é único, de igual maneira como caminhamos, falamos, ou usamos as mãos para nos comunicar de modos diferentes uns dos outros.

O
beijo faz parte da cultura humana, estando presente em todos os tempos, embora varie um pouco, a depender dos costumes de um determinado local. Antigamente, era muito usado como sinal de respeito para com quem ocupava uma posição de destaque ou de liderança (os imperadores romanos eram beijados por seus súbditos, os czares da Rússia beijavam quem recebia alguma homenagem especial da corte, as noivas escocesas beijavam os padres assim que terminava a cerimónia de casamento para deles obter a bênção, e por aí vai). Posso citar, como uma curiosidade, que ouvi dizer que na África subsariana não havia beijo na boca antes da chegada dos colonizadores europeus, mas não sei se isso é verdade. Enfim, beijo é bom, todo mundo gosta, e se fôssemos falar detalhadamente do assunto, isso seria matéria para um blogue inteirinho.

E
xistem milhares de beijos. Que tal aprender alguns? Dê uma olhada no que o Sac encontrou e impressione na hora de beijar! PS.: o beijo grego não está na lista, ok?

Beijo escondidinho – é quando a língua desaparece, ideal para receber carinhos, isso estimula o parceiro.

Beijo oceânico – cobre o nariz do outro com os lábios.

Beijo de amigo – conhecido como selinho, onde não há beijo propriamente dito, apenas os lábios se encostam (a Hebe Camargo é famosa por dar selinhos em seus convidados).

Beijo de Tia – é aquele que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada.

Beijo metralhadora – beija-se todo o corpo da vítima: pescoço, testa, orelhas, nuca e etc.

Beijo Conde Drácula – é o beijo que estende-se por todo o pescoço, muitas vezes deixando marcas vermelhas de chupões e dentadas (super erótico).

Beijo Titanic – os beijadores se envolvem numa troca de muita saliva, um mar de saliva...

Beijo esquimó – um esfrega o nariz do outro com o seu próprio.

Beijo Sangria – é uma pequena chupada nos lábios do parceiro.

Beijo Balinês – neste beijo um dos parceiros encosta os lábios no rosto do outro, sentindo assim sua temperatura, e o outro retribui, encostando seu rosto no dele, sentindo assim seu odor.

Beijo Chinês – é o chamado beijo estalado: o homem encosta os lábios e o nariz na bochecha da mulher, aspira seu perfume e estala seus lábios ou vice-versa.

Beijo Roda Gigante (ou Roda Panorâmica) – neste beijo, casal fica a girar a cabeça de um lado para o outro

Beijo de Beber – os amantes dão de beber um ao outro usando a boca. É um costume da Roma Antiga e fica mais gostoso se for champanhe ou vinho.

Beijo Francês – já foi conhecido como florentino; este é o melhor de todos: beijo de língua (ou lambido), beijo onde um chupa a língua do outro. Em muitos idiomas ele recebe este nome, mas em francês a expressão é simplesmente le baiser amoureux - o beijo carinhoso.

Beijo de lagartixa – é dar uma lambida nos olhos do outro.

Beijo Assoprado – beije tua mão e assopre para a pessoa em questão (um beijinho meigo).

Dicas

Beijar é uma demonstração muito directa de carinho. Que tal beijar mais vezes quem tu amas? Experimente o que não é habitual. Beije as mãos para deixar que o teu amor veja a tua boca (o que não dá para fazer ao beijar no rosto), beije os olhos dele ou dela fechados (é super meigo, e ficará na lembrança mais tempo que um beijo na testa). Experimente falar na hora de beijar, fazer elogios, comentar o que vocês dois estão a viver ultimamente... palavras gentis entre beijos são realmente devastadoras!


Beijos a todos e até o próximo domingo.

Monsieur Cvet z Juga

22 de mai de 2010

Amor na Internet




Quantas pessoas vcs conhecem que se apaixonaram, namoraram e até casaram , se conhecendo na Internet??




A Internet hoje em dia, vem cada vez mais juntando pessoas com objetivo em comum, seja ele, para sexo casual, para amizades apenas, ou para um relacionamento sério....e não é que dá certo?




Hoje, nos sites de relacionamento, é possível conhecer a pessoa que vc procura, é só digitar as qualidades que vc quer a pessoa tenha e em segundos, aparecem aqueles que mais se identificam com o que vc procura...aí, é só começar a bater papo, e por ai, vc já vê se tem ou não a ver com vc....




Será que está difícil arrumar alguém pela "vida real" , e precisamos recorrer a "vida virtual" para arrumar um par perfeito? Pq???




Não sei a resposta, mas que é válido, ah isso é.....




Claro que surpresas podem acontecer no meio do caminho, é óbvio, q pela net, somos enganados e enganamos com facilidade, por isso , o máximo de cuidado, ainda é pouco, qnd se trata de conhecer alguém pela net..assim como na vida real...ou vc conhece alguém e vai dando seu end, tel , lugar que trabalha?




Aprendi que sempre devemos conversar bastante antes de conhecer a pessoa, para só depois dar o telefone, para só depois, marcar um encontro.....e sempre, sempre, sempre em lugar público....


Outra dica, é avisar alguém do encontro, o local, e pedir para essa pessoa te ligar , pelo menos de hora em hora pra checar se está tudo bem...




Respondendo a pergunta acima, eu conheço muitasss pessoas que se casaram e se conheceram na Internet, outras que namoram, e outras que não deram muita sorte.....é a vida, neh?




Se você faz parte desse time que paquera na net....tenha bom senso,seja inteligente, e não se deixe levar pelo perfeito.....o normal sempre agrada mais! ;).....Sendo assim, garanto que vc vai conhecer muita gente bacana, fazer amizades e quem sabe encontrar o seu "par perfeito".




Beijos Molhados da Madame Mandy




21 de mai de 2010

Somos Solteiras!



Elas são bonitas, engraçadas, bom papo, inteligentes, independentes financeiramente e ainda assim não tem um grande amor.
Muitas afirmam que gostam de ser solteiras, mas no fundo no fundo sempre esperam por alguém, um homem que irá abalar suas estruturas e amá-la até debaixo d’água.
Tenho amigas e colegas que se enquadram nesse perfil de mulheres modernas. Elas fazem parte da nova geração de mulheres.

Paula: 26 anos, bonita, alta, simpática, independente financeiramente, mora sozinha, já viajou para o exterior e é super inteligente.
Ela se acha uma pessoa difícil de lidar. Quando alguém se interessa por ela, automaticamente se afasta, ou porque o cara é pegajoso e carinhoso demais, ou porque o cara tem o pé feio.

Suzy: 32 anos, baixa, bonita, adora se arrumar, se formou esse ano. Tem um cargo de liderança numa multinacional.
Passa o final de semana dormindo, e quando chamam ela pra sair, sempre arruma uma desculpa.
Quando os caras de interessam, ela ate sai com eles, mas não engrena, ou, na maior parte do tempo, se envolve com caras casados pela carência.


Essas historias são reais e dão exemplos do que muitas mulheres solteiras passam e do que essas mulheres são e mesmo assim não conseguem um relacionamento de verdade.

Eu sinto que elas fantasiam muito e idealizam o cara ideal e, quando percebem que a pessoa não é o forte, rico e maravilhoso que ela sonhou, desencantam e perdem a vontade de se dedicar.

O homem para ser especial não precisa ser perfeito. Precisa ter caráter, um trabalho, ser sincero e demonstrar interesse.
A beleza não é tudo e nunca nem jamais fará uma pessoa feliz. Claro que o conjunto é ótimo, mas ficar julgando um homem pela aparência e não se permitir conhecer a sua beleza interior é uma tremenda burrice.

Eu não sou linda nem tenho o padrão de beleza das modelos, mas sou muito amada pelo meu parceiro, pela pessoa que eu sou.

Fica a dica para as minhas queridas amigas solteiras.

Pra você que me ama


Madame Muááá





20 de mai de 2010

Traição

Quem já foi traída sabe muito bem o estrago que isso pode causar na relação e na nossa auto estima.

A traição nem sempre significa transar com outra pessoa, podemos nos sentir traída e também trair de diferentes formas, seja por envolvimento via internet com outras pessoas, trocas de carícias e afetos sem mesmo terem chegado à ir para a cama.

Deixo um texto que encontrei na net e achei interessante pois é muito parecido com o que aconteceu comigo há um tempo atrás.

Quando sua relação tinha 7 meses, ela descobriu a “pulada de cerca”. “Encontrei umas mensagens dele para uma menina em um site e achei muito suspeito. Resolvi investigar e não tinha como duvidar, ele estava me traindo”, recorda.

Aos prantos, os dois conversaram por telefone e decidiram se encontrar no dia seguinte. “Eu estava fria, não tinha conseguido dormir, e ele não parava de chorar. Repetia o quanto me amava e que tinha feito besteira, que ele estava se sentindo mal e não conseguia nem falar comigo direito. É verdade, ele estava estranho, não gosto nem de lembrar”.

Depois das explicações, o casal resolveu dar um tempo no namoro para que cada um decidisse o que achava melhor fazer. Eles se encontraram algumas vezes e duas semanas depois resolveram reatar. “Não dava para continuar daquele jeito. Ou a gente voltava e eu tentava perdoar ou terminava de vez. Aquele tempo estava me fazendo mal. Então, decidimos voltar”, declara.

A escolha de retomar o relacionamento veio depois de pedir vários conselhos para sua mãe e notar o namorado muito triste. “Ela me ajudou bastante, falava que éramos muito novos e que ele tinha direito de errar, que ele gostava de mim e merecia uma chance. Mas que qualquer outro erro, eu tinha que dar um pé na bunda”, afirma.

Três anos e sete meses depois, ela ainda fica abalada ao falar sobre o assunto. Ela garante que perdoou o namorado, mas o trauma ficou. “Acredito que ele não vá mais fazer isso. Eu cresci, ele cresceu, ele mudou bastante. Ele sempre repete que não imaginava poder me fazer sofrer tanto e sempre chora quando tocamos nesse assunto. Mas ainda fica aquele medinho, aquela sensação ruim de ‘nossa, só falta acontecer de novo’”, revela.

O perdão em um relacionamento depende dos dois lados. A pessoa traída precisa se sentir à vontade para desculpar o erro e seu parceiro tem que mostrar que está arrependido e mudou. “Quando a pessoa gosta, se deixa levar pelo lado sentimental. Mas se perdoa uma vez, fica desconfiada para sempre, é um trauma muito forte. Ninguém gosta de ser traído. É preciso muito diálogo e compreensão dos dois lados, pois não é fácil nem para quem foi enganado e nem para quem busca o perdão”.

Quem resolve perdoar precisa pensar bem se vale a pena e se a outra pessoa faz por merecer, mas não pode querer jogar a culpa no parceiro o tempo todo. Uma vez que se propôs a esquecer, tem que cumprir sua parte do acordo. “Se não tiver clima para perdoar, tem que buscar um novo relacionamento. Vai ser difícil voltar a confiar em alguém, a auto-estima fica abalada. Mas é importante conversar com o novo parceiro e perceber se ele é digno de confiança. Não é por que a pessoa foi traída uma vez que vai ser traída sempre. Assim como quem trai uma vez pode se arrepender e não fazer mais. As pessoas mudam. Nos resta dar uma chance para isso”.

Beijos X

19 de mai de 2010

Eles adoram uma Bad Girl !


Ser mais malvada do que a maioria das mulheres, pode te trazer ótimas experiências amorosas...


Conversando com alguns amigos, pude comprovar que uma mulher "malvada" mexe com o instinto masculino, mas do que imaginamos....




Para bancar uma Bad Girl:




Dispensa Pretendentes: Se fosse uma garota boazinha . você aguentaria a o fim de um encontro ruim, com um sorriso no rosto. Como o seu objetivo não é ser a Miss simpatia, pode mostrar as suas garras logo de cara, ou seja, se ele parece um fracasso total, fica olhando para o seu decote, ou é mal educado com vc e com quem está a volta, vá direto ao ponto, Diga que ele não faz seu tipo e não quer perder tempo, e saia antes do sujeito conseguir articular palavra....




Usa couro: Couro é sinonimo de mulher poderosa, mas por favor, inspire se mais na Angie Jolie do que na Pamela Anderson, afinal, vc quer classe e não exagero, para não errar, combine a calça ou mini saia de couro com uma blusa branca clássica.




Tira a roupa dele com um olhar...Para faze lo se sentir nu na sua presença, meça o das cabeça aos pés para demonstrar seu interesse. Depois , olhe nos olhos para ter certeza de que foi fisgado sem direito a escapar. Feito isso, mire as partes mais interessantes - toráx, braços, coxas ou o volume sob as calças...a voltar ao rosto. Quando voltarem a ter contato visual, dê um sorriso malicioso de lábios colados, que é muito mais sedutor que uma gargalhada.




Banca a boa moça; contraditório? nem um pouco, vc tem que parecer uma bad girl para ele, na hora da sedução...com os amigos e familiares, seja educada, chame as pessoas pelo nome, e sempre aponte as qualidades do seu gato, ele vai adorar saber q vc tem uma personalidade escondida só pra ele...e só as vezes!!!!!




Na hora do sexo: quer ser uma bad, mas não ser vulgar...é muito simples....surpreenda o garotão com uma pegada mais forte, uma lingerie mais provocante, leve uma garrafa de champagne para o quarto e em vez de usar taças, jogue a bebida no corpo dele..hum...




Isso demonstra que você é uma mulher decidida , que sabe o que quer e que não veio ao mundo a passeio...


Os homens adoram ser os "protetores", os macho dominante, mas se vc surpreende lo assim, uma vez ou outra, claro , se não é o seu estilo, cuidado para não exagerar...ele , com certeza , vai adorar ficar a mercê de uma gata BAD GIRL!




Beijos molhados da Madame Mandy





17 de mai de 2010

Como saber se ele é o homem certo para casar

Você está cansada de relacionamentos tico tico no fubá e sem compromissos e quer encontrar o cara certo para ter um relacionamento seguro e estável. Está enfim cogitando o tão sonhado e temido casamento. E agora? Como saber se ele é o cara certo para você passar a vida toda (ou pelo menos boa parte dela)? Será que o comportamento dele muda drasticamente depois do casório?

Atitude na medida certa!

Imagina o tédio (e trabalho) que dá estar em uma relação em que você tem que decidir tudo! Viver ao lado de uma pessoa sem iniciativa, que não sabe te surpreender, improvisar ou propor algo para a relação está muito longe de ser o desejo de qualquer mulher. Fuja de homens inseguros, sem atitude suficiente para tomar frente da própria vida (quem dirá te ajudar a conduzir uma vida a dois) esperando a boa vontade do destino.

Invista se ele toma decisões, te liga de surpresa, marcar jantares e te chama para dançar, deixando a marca de sua personalidade da relação sem invadir seu espaço e sempre levando em conta suas decisões. A falta de criatividade do parceiro é um dos maiores problemas apontados por mulheres quando o relacionamento não vai para a frente.

Amor de mãe

O seu futuro marido vai tratar você de uma maneira muito semelhante a que ele trata a mãe dele. Parece estranho, mas esse comportamento faz sentido. A esposa, depois de algum tempo, passa a ser assimilada pelo inconsciente do homem como uma presença feminina constante, como foi a mãe a vida toda. Involuntariamente, ele vai fazer essa ligação e tratar você de uma forma parecida com a que tratava ela.

Então é melhor começar já a prestar atenção em como ele age com a sua sogra. Se ele é do tipo que ofende, não tem paciência, maltrata a coitada e até já ousou agredi-la, caia fora antes que seja tarde! Ninguém merece falta de respeito! S

Na hora de pagar a conta…

Mesmo quando fingem indiferença, as mulheres adoram quando eles pagam a conta no primeiro encontro. Essa gentileza conta muitos pontos e mostra que ele quer agradar. Mas preste atenção se, nos próximos encontros, ele ficar envergonhado se você abrir a bolsa no restaurante para ajudar a pagar ou se sentir que ele está incomodado com sua iniciativa de dividir a conta. Diferente de cavalheirismo, essa atitude pode significar que ele não aceite a igualdade entre vocês.


Casa organizada, vida organizada

Ele sempre anda se perguntando “onde foi que eu deixei…”? Na casa dele, as meias ocupam qualquer espaço, menos o de dentro das gavetas? Ele deixa a louça da semana toda amontoada na pia para lavar no sábado, o que ainda pode ser apenas uma promessa. Atenção nesse homem! Não pense que ele vai mudar quando casarem, ou que você vai amá-lo tanto que sequer vai se importar com a “baguncinha”.


Grudado na barra da saia

Ele é o tipo de homem ideal. Quase nunca sai com os amigos. Quando marca de sair, pode desistir a qualquer momento, se você sugerir um outro programa. Prefere ficar em casa a fazer qualquer outra coisa. Sempre. Oops. Cuidado! Ideal, nem para as mulheres do século passado! O homem contemporâneo tem que ser independente e saber dosar as saídas com os amigos e com a namorada. Só assim você também vai poder administrar bem a sua vida social, sem uma versão masculina da famosa Amélia pendurada no seu pé.

A tendência é que as características do namorado se acentuem quando virar marido. Para garantir que o partido é dos melhores, você tem que notar se ele está pronto para ficar com a namorada quando ela realmente precisar, mas se também sabe dizer um bom “não” quando você começar a ficar pegajosa. Do contrário, tanto se o moço é daqueles que fazem happy-hours só com os amigos no dia do seu aniversário, quanto se é do tipo que insiste para ir com você até aos chás-de-bebê das suas amigas, fuja enquanto é tempo!

Por último, mas não menos importante

Todas nós já sabemos que sexo não é tudo, mas vamos combinar que no casamento ele vale no mínimo uns 30%. Talvez 50%… Mas é fato: é essencial que ele seja muito bom! Então, se o cara com quem você está saindo não faz questão de se esforçar para satisfazer você, bota ele pra escanteio!

Se o “problema” dele não pode ser resolvido pela medicina, se você já conversou com ele sobre isso, já instruiu o rapaz de todas as maneiras possíveis e nada disso resolveu, não adianta insistir. Sem química, sem casamento! Mesmo que ele seja perfeito nos outros aspectos… esse não é pra casar!

Beijos X


16 de mai de 2010

Quando eu fui Conselheiro Amoroso


Este post eu publiquei no meu blogue há alguns meses atrás... No fim das contas, o homem acabou por seguir o meu conselho e tudo deu certo; pena que ele tenha sido obrigado a mudar de cidade por questões de trabalho, mas isso já é outra história. O importante, na minha opinião, é sempre a sinceridade, em qualquer situação. Leiam e vejam se vocês não concordam comigo.

Pessoal, nem imaginam o que me aconteceu ontem de noite! O meu supervisor me pediu conselhos sobre sua vida sentimental. Dá p'ra acreditar?

Deixa eu esclarecer antes. Eu trabalho numa firma muito grande, uma fábrica de alimentos. Tem primeiro, segundo e terceiro turnos, e eu fico à noite. São muitos os colegas de trabalho. Mas, o meu supervisor (um senegalês, que muitas vezes fala comigo em francês), sem que eu precisasse "puxar o saco" dele se tornou meu amigo. Puxa-saquismo nunca foi coisa que eu faça. É que uma vez eu traduzi a ele uma carta, que depois ele enviou e através dela recebeu boas notícias. Desde então ele me respeita e me concidera bastante.

Foi assim: ele me chamou na salinha e começou a dizer que tinha uma namorada, mas que a traiu com a amiga dela. A amiga, pediu a ele que guardasse segredo e não contasse a ninguém. Porém, ela mesma foi quem disse isso à namorada dele, que ele a traiu com ela. Estão entendendo? Aí, a namorada do meu supervisor perguntou-lhe se era verdade, o que ele negou. Depois, a amiga foi visitar de novo ele em sua casa, e os dois dormiram juntos mais uma vez. Foi o fim, a namorada o largou (bem que o safado mereceu, né!).

Ele me pergunta:
- O que tenho que fazer p'ra que ela volte p'ra mim?
Na mesma hora eu respondo: "Diz a verdade a ela!"

Aí, eu disse a ele que, caso ainda ela pense em voltar, é claro, a única maneira de convencê-la seria assumir o que ele fez e prometer não fazer mais. Eu falei a ele: "Ponha-se no lugar dela - se ela te traísse, tu ias gostar?" Ele ficou surpreso com a minha maneira de raciocinar e prometeu que ia proceder dessa forma. Eu desejei boa sorte. O mais impressionante de tudo é que ele já tem quase 40 anos, e eu só 22. Até agora estou besta, não consigo acreditar que alguém tão mais velho me peça assim um conselho sobre mulher. E olha que até hoje eu tive poucos relacionamentos! Mas fico contente por poder ajudar. Expliquei a ele que mentir as coisas na cara dura só serve para enfurecer os outros, e disse que talvez assumir a verdade traga esperanças. Vamos ver no que é que dá...

14 de mai de 2010

Esquentando o Final de Semana



Já pensou em como vai ser o seu final de semana com o gato(a)?
Saia da rotina!!
Hoje vou dar algumas dicas do que fazer de bacana no final de semana.
Vamos quebrar a rotina e fazer esse ser o final de semana mais apaixonado e muito divertido.


Fazer Caminhada














Caminhar faz bem a saúde e pode proporcionar ótimas conversas e trocas de carinho.

Ir a um Motel Diferente
Que tal ir a um Motel diferente e surpreender seu parceiro(a)? Nem pense naquele de todos dos os dias, vá a um diferente e com outras opções como sauna, piscina e hidro. Isso vai deixar o parceiro(a) super empolgado e com um pique diferente.

Ir a um Barzinho ou Restaurante

Nem pense em abrir a geladeira a tomar uma breja na sala. Vá a um barzinho aconhegante ou em um restaurante. Bom papo, ambiente diferente e umas bebidinhas com certeza apimentará a relação, dando a oportunidade do casal conversar e se unir mais.

Jogar Video Game
E porque não uma partidinha, ou várias, de video game? Parece infantil mas pode proporcionar altas risadas e um ambiente bem descontraido. Os homens gostam quando as mulheres se soltam e fazem coisas simples e divertidas. Pelo menos comigo rola assim. Com a tensão e stress do dia a dia, temos que ter uma válvula de escape, e em boa compania melhor ainda.


Com essas dicas voces irão se divertir muito e claro, namorar bastante.
Um ótimo final de semana amores!

Pra voce que me ama.



Madame Muááá