29 de mar de 2010

Ciúmes x Amor


O ciúme é uma parte secundária do sexo. Sempre que você tem um desejo sexual em sua mente, uma manifestação sexual em seu ser, ou se sente sexualmente atraído por alguém, o ciúme entra em cena porque você não está amando. Se você ama, o ciúme não aparece.

Tente entender a coisa toda. Sempre que você está ligado sexualmente, fica com medo, pois, na verdade, o sexo não é um relacionamento, e, sim, uma exploração, uma utilização.

Se você está apegado a uma mulher ou a um homem sexualmente, fica sempre com medo de que essa pessoa possa ir embora com outra. Não há um relacionamento real. É apenas uma exploração mútua. Vocês estão explorando um ao outro, mas não amam, e vocês sabem disso, por isso têm medo.

Esse medo torna-se ciúme, e você começa a não permitir certas coisas. Começa a vigiar. Toma todas as medidas de segurança para que o homem não possa olhar para outra mulher. Só o olhar já é um sinal de perigo. O homem não deve falar com outra mulher, pois falar... E você sente medo de que ele possa ir embora.

Então, você fecha todos os caminhos, todas as possibilidades de o homem ir com outra mulher, ou de a mulher ir com outro homem. Você fecha todos os caminhos, todas as portas. Mas aí surge um problema. Quando todas as portas são fechadas, o homem torna-se morto, a mulher torna-se morta, ambos tornam- se prisioneiros, escravos, e não se pode amar algo morto. Você não pode amar alguém que não é livre, pois o amor só é belo quando é dado livremente, voluntariamente, quando não é tomado, pedido, forçado.

Texto retirado do blog Palavras de Osho

Beijos X

26 de mar de 2010

Seu Espaço





Hoje fiz um post todo especial sobre sexo oral  e adivinhem?

O computador travou e eu perdi tudo, tudo mesmo.

Mas como tudo nessa vida tem um porque, decidi mudar de assunto e falar sobre nosso Sac do Amor.


 O Sac foi criado com a intenção de dar dicas e sugestões sobre relacionamento para nossas leitoras.

Sabe quando pinta aquela pitada de dúvida e não tem ninguém que possa te dar um conselho franco?


Então, é nessas horas que as Madames entram em ação para ajudar.

Não somos donas da verdade, nem perfeitas muito menos sem problemas, mas com nossa experiência e vivencia podemos dar um conselho, que talvez seja o certo para o momento.


Você que gostaria de mandar seu problema amoroso ou dúvida, fique a vontade.


Nesse momento você irá ganhar uma identidade secreta e iremos te aconselhar.



Fique a vontade, dê seus comentários, sugestões.


Nos só existimos se você estiver aqui.




Pra voce que me ama.


http://www.youtube.com/watch?v=vo-SrgalQIQ






25 de mar de 2010

Amar não é estar apaixonado


Amor é algo muito diferente de paixão.

Amor é aquele sentimento seguro e constante de afeto por uma pessoa em especial, as vezes algo quase que palpável. Muitas vezes você acredita que a outra pessoa faz parte de você ou acreditam serem ambos a mesma pessoa. É aquela sensação tranquila e duradoura, que não nos causa um infarto a cada cinco minutos mas que você sabe que não pode viver sem seu amor.

Paixão é quando você sente um gelinho na barriga só de pensar naquela pessoa, o sangue esquenta quando você se depara com o objeto desejado, é aquele sentimento que nos faz perder a cabeça e ser capaz de cometer as mais loucas das loucuras, é aquele tesão selvagem pelo outro, é quando as duas pessoas envolvidas não conseguem tirar os olhos e nem as mãos de cima da outra.

Normalmente a paixão não dura muito, assim como veio ela desaparece e as coisas começam a se esfriar, a acalmar e muitas vezes é assim que começa o amor.

Todos nós precisamos pelo menos uma vez na vida nos apaixonarmos loucamente antes de saber o que é o amor. Posso dizer que me apaixonei muitas vezes e fiz loucuras que até Deus duvida pela paixão. Ah como é bom... quantas recordações...

Também já conheci o amor de perto e deixei que entrasse em minha vida algumas vezes. Estar ao lado daquela pessoa amada e de querer construir uma vida ao lado dela, fazer planos para o futuro, curtir a rotina do dia a dia acompanhada do seu amor e saber que é amada e assim feliz.

Sempre fui meio louca e levada aos impulsos. Não me arrependo de nada do que fiz pois me diverti muito. Já tentei ser tudo e mais um pouco. Já provei do bom e do mau, já fiz promessas de amor que não pude cumprir, já chorei lágrimas de crocodilo e também já fiz chorarem por mim.

Os anos passam e algumas coisas mudam com o tempo. Hoje eu continuo sendo a mesma louca de sempre, mas com mais discrição. Não saio gritando pelos quatro cantos de paixão, sem pensar no amanhã. Hoje penso muito nas consequências de meus atos antes de me entregar completamente pois de desilusões estou farta.

Sinto falta da paixão mas ela sempre aparece quando a gente menos espera.

O amor está por perto, nunca distante demais que não possamos alcançá-lo. Fomos feitos para amar e sermos amado.

Eu quero mais é ser feliz!
E você está amando ou está apaixonado?

Beijos X
Madame X

24 de mar de 2010

Cafajeste: Eu sou, Tu es, Ele é...


"O cafajeste ou é um doce cafajeste, um cafajeste lírico, poético,romântico, decente...
Ou é muito risível.
Não há outra saída para esteanimal.
Ou tem a manha ou torna-se caricato na primeira piscadela.
Ou é um dublê do Peréio ou apenas um ensaio de Didi Mocó Sonrisal. Didi égênio, ora, mas é macaco de outro galho.

O cafajeste amador é piada.
Quertraçar todas e a nenhuma se devota.
Blefe.
Não sabe, nem nunca procurousaber, que, no amor e no sexo, não existe mensalão nem milagre.

O cafa poético não é nada óbvio.
Sabe, inclusive, que nem só de bonitonas egostosas vive o homem.
É capaz de devotar-se àquela mulher que ninguém dánada por ela.
E, de repente, descobre que se trata de um sexo semprecedentes, um vulcão nunca dantes despertado para as artes da alcova.

O cafa amador parece vestir-se sob encomenda de um personal stylist: falsamalandragem, cafuçu de araque. E sempre com um pé no metrossexualismo ou natendência.

No cafa romântico qualquer peça lhe cai bem, a ciência da pegadaestá no olho e no drinque caubói, por supuesto.

O doce cafajeste entra no saloon e não atira para todo lado.
Não gastabalas à toa. Sempre escolhe um alvo.

O caricato desfalca o colt até com asmulheres dos amigos, embora não tenha arma para matar sequer uma formiga acaminho da roça.

Falso e romântico
O falso cafa é só garganta.
Transando ou não, diz que transou, fez eaconteceu, e ainda espalha a lenda urbana.
Seu caminhãozinho não perde aviagem...
Mas areia que é bom, necas.

O cafajeste romântico é discreto.
Acredita sobretudo, e caso a caso, naarte da conquista, na devoção pura e simples.
Nem que seja por uma noiteapenas e nada mais.
Diante dele, toda mulher se sente uma bonequinha deluxo.

O canalha amador faz falsas promessas.
O cafa romântico, evoluído,sabe que a fêmea moderna pode muito bem estar querendo... apenas sexo.
O cafa caricato se acha.
O doce cafa sabe que hoje está por cima e amanhãpode muito bem estar por baixo - mas que seja, pelo menos, de uma bela criada nossa costela, claro, no bafo.

No catecismo do cafa romântico, não há nojinhos nem proibições - ele sesujava todo chupando manga na infância e hoje sabe, por causa dessapedagogia, como o sexo oral é uma arte.

O amador é asséptico e limpinho, corre sempre para o chuveiro depois datransa.

O cafa amoroso, amigo, se pudesse, voltava para o útero por dentro damulher mais linda da cidade, como na crônica do amor louco do velho safadoBukowsky.

O amador se contenta, muitas vezes, com um sexozinho virtual no Messenger.
Sem cheiros, sem odores...
Ele ainda não sabe que para curar um amorplatônico é preciso uma trepada homérica, como diria o poeta

Eduardo Kac,gênio de Copacabana, da bioarte e seus arredores.

Modinhas de fêmea

Conselho do P.J.O'Rourke, no livro Etiqueta Moderna - Finas Maneiras paraGente Grossa, tradução do Aran, ed. Conrad: "Quando você vai ao encontro de um homem, é perfeitamente aceitável quevocê deixe claro que trabalha mais duro, é mais bem sucedida e ganha muitomais do que ele. Mas você deve levar em consideração que ele precisa manteralgum respeito próprio. Devido a isso, não importa o quanto você ganhe,permita que ele pague todas as contas."



*
Não me lembro de onde extrai esse artigo, mas não é meu!

Quem aqui nunca se deparou com um ou mais tipos de cafas?
Quem aqui nunca se entregou nas mãos de um homem e só depois (quando já era tarde demais), descobriu que não se passava de um cafajeste?

A verdade é que cafas, antes de serem cafas, eram homens doceis, amáveis e foi sacaneado por umA cafa.
Quem não é cafa, um dia será.
Não tem escapatória.

Fica o recado.

Beijos.

Mademe Lexi.

23 de mar de 2010

Medo de Errar



No primeiro encontro a ansiedade toma conta. Pensa milhões de coisas e fica imaginando como será.

Você começa pensando no tempo: será que vai chover? Seria bom levar um guarda-chuva. E se esfriar? É melhor levar também uma blusa.

Que roupa usar? Qual delas será a melhor? Sua roupa deve estar impecável, sua aparência idem, tudo tem que estar perfeito, nos mínimos detalhes!

Antes de sair, você vai passar horas na frente do espelho fazendo caras e bocas, vai imaginar todas as situações possíveis de  acontecer (se a pessoa falar isso ou aquilo...vou passar a mão no cabelo três vezes, vou cruzar apenas a perna direita, não vou colocar o cotovelo na mesa, blablabla) e planejar o melhor jeito de se comportar para que cause perfeita impressão possível. Você não pode errar tudo tem que sair conforme planejado.

Para quem tem medo de errar tudo tem que estar perfeito.
Isso vai acontecer sempre em vários momentos da vida para a pessoa que não aceita errar.

Querer que as coisas dessem certo é normal, mas uma hora ou outra pode não dar certo e as coisas não saírem conforme planejado.
Ai começa a luta mental: “Onde foi que eu errei?” “Por que não tomei cuidado!”.


Muitas pessoas ficam  tentando prever o que fazer para não errar e, na maioria das vezes, errando e sofrendo.Perdem um tempo enorme de suas vidas, muitas vezes deixam de viver momentos incriveis por estarem ocupadas com seus pensamentos e planos.E elas jamais se conscientizam de que a vida é imprevisível, e que quase sempre tudo dá errado.

Uma coisa você tem que lembrar: ninguém é perfeito, todos erram.
Que graça teria a vida se a gente fizesse tudo certinho? Iríamos aprender alguma coisa?
Você errou? Aceite seu erro e aprenda alguma coisa com ele e tentar não errar na próxima.
Pra que ficar se martelando?
Se o seu encontro não deu certo, o próximo dará.
Você se preparou toda e deu seu melhor e ainda assim não rolou? Então o problema não é você.
Eu já me vi inúmeras vezes me culpando por coisas que não estava no meu controle e você leitor já deve ter passado também.
Como diz minha psicóloga do coração, temos que separar o que é meu e o que não é.
“Eu fui grosseira?” Isso é meu, minha culpa!
“Fui super gentil, amigável, simpática?” Isso não é seu!

A vida já é tão cheia de problemas e coisas para se preocupar, porque levar problemas e situações que não são da nossa alçada?

Fica a dica.

Pra você que me ama.

Madame Muááá

22 de mar de 2010

Pais & Filhos


Meus pais sempre brigaram, desde que me lembro como gente. Hoje, já grande, as brigas entre eles continuam e eu já não aguento mais. Tenho medo de me casar e ser como meus pais. 

Crescer em um ambiente de brigas, gritos e falta de respeito entre nossos pais é uma coisa triste e muito mais comum do que imaginamos, infelizmente.

Acho que toda criança merece crescer em um ambiente saudável, seguro e harmonioso, mas sabemos que nem sempre é assim. 

Em primeiro lugar, sinto muito que tenha presenciado as brigas de seus pais, ninguém merece ver e ouvir certas coisas, ainda mais vindo dos pais que deveriam ser nossos exemplos da figura masculina e feminina em casa, do pai e da mãe.
Em segundo lugar, não pense que você será como seus pais, você sabe muito bem o que é ser filho(a) de pais desfuncionais, então tentará agir de forma diferente. Não tenha medo! 

Te aconselharia a sair de casa se já está grande e tem como se sustentar ou um lugar melhor para onde ir. Assim não teria que presenciar as brigas todo o tempo. Se não tem como sair por enquanto, então aguenta as pontas, não interfira nas brigas para não sobrar para você, tente sair com os amigos em horas assim e relaxar. Não pense nisso!

É uma pena que um casal deixe a relação chegar à situações assim, preferirira mil vezes ver meus pais separados e felizes com outras pessoas e consequentemente eu também estaria feliz, à ter que ver e viver em um centro de guerra diariamente.

E te desejo que tenha uma família feliz, uma relação saudável e que seus filhos nunca passem pelo que você passou. Seja paciente, use de diálogos ao invés de gritos, e quando tiver que discutir algo com seu parceiro, tente fazer em silêncio e em privado, nunca perto das crianças.

Beijos X

19 de mar de 2010

A Procura de Um Namorado


"Madames preciso de um namorado urgente!!!!!!!!! Dicas??"


Oi amada tenho várias!

1) Livre-se do dito popular "namorado não se arruma na noite". 
Por experiência própria, eu vi que quem não procura, não acha nada. Quer um namorado? Saia, se divirta, converse, bote o papo em dia com as amigas. Se não conseguir um namorado, pelo menos sai da seca.
2) Cuide da maneira como se veste. 
Eu sei que parece antiquado, mas pense que imagem é o primeiro contato que você tem com alguém. Cuide do decote e do comprimento da saia. Pense que você quer um namorado, não um cara para uma noite- se a proposta for essa, tá valendo.
3) Beijo na boca, só depois de conversar. Pelo menos, saber o nome da criatura. 
Sério. Essa regra me tirou de algumas enrascadas. Eu tenho medo de homens que "chegam-chegando".
4) Tenha algumas receitas rápidas na manga. 
Ou o telefone de uma tele-entrega. Quer deixar o menino feliz? Aprenda a cozinhar. Não sabe fritar um ovo? Diga que você quer chamar uma tele-entrega para ter mais tempo para vocês aproveitarem juntos. Obs: Não faça mocotó e feijoada na primeira noite.
5) Vestidos e saias são femininas e sensuais. E práticas. 
All Star é bacana para feirinhas alternativas.
6) Evite sair sempre só com as suas amigas encalhadas. 
Pessoas que saem com casais têm muito mais chances de serem apresentadas aquele amigo interessante que também está solteiro.
7) Perca a vergonha e diga para as pessoas que você quer namorar. APENAS diga. 
Não precisa parecer uma desesperada e nem fazer disso uma bandeira. As pessoas só precisam ficar sabendo- nada de detalhes.
8) Tenha resolvido alguns aspectos da sua vida que são importantes. 
Sabe aquele seu ex que faz a manutenção mensal? Pois é, tem que cortar. Ou ele vai ligar na pior hora possível, quando você menos esperar. Lei de Murphy.


Gata no próximo post eu dou mais dicas bacanas.

Pra voce que me ama. 

Madame Muááá

18 de mar de 2010

Desconfiança

Pete Yorn e Scarlett Johansson

Me sinto insegura em relação ao meu namorado, apesar de o amar muito. Já tive motivos para minhas inseguranças e mesmo ele falando que não faria mais nada para me magoar, eu não consigo mais confiar plenamente nele. O que devo fazer?

Quem procura bem, sempre acha!

Querida desconfiada

Pelo que entendi você já não confia mais em seu namorado como costumava fazer por motivos reais que aconteceram entre vocês e que te deixou magoada. A desconfiança nesse caso é algo comum, uma forma de você se auto proteger para não se magoar novamente. O que talvez costumava fazer de olhos fechados, agora faça com um olho aberto e o outro fechado, mas se ele disse que não faria nada para te magoar de novo, se você o ama de verdade, então dê uma segunda chance à ele. Todos nós cometemos erros e merecemos uma segunda chance.

A desconfiança as vezes aparece sem motivos claros, as vezes por nos sentirmos inseguros e dependentes de alguém. A felicidade está em nós e é uma perda de tempo achar que encontraremos felicidade em alguém. 

Tente não tocar no assunto, não pense no passado, agora ele terá que ganhar sua confiança de volta e para isso você também terá que ajudá-lo. Não entre na paranóia de virar detetive, espiã e coisas do gênero, isso só fará mal a você mesma. Se mesmo depois de tudo feito e tentado, você ainda não confia nele, então acho que deveria partir para outra e buscar alguém que você possa confiar, mas saiba que confiança se ganha, se conquista e todos nós pisamos na banana as vezes e escorregamos. 

Como diz o ditado, quem procura acha, é verdade, sempre achamos o que buscávamos e o que não também, só não encontraremos nada se nada existir. Tente viver sua vida mais, sem pensar na do seu parceiro tanto, não dependa dele para tudo, seja mais independente, seja mais você, saia com as amigas e mostre que ele não é o seu mundo. Homem gosta de mulher que sabe o que quer e que não se derrete aos pés dele todo tempo.

Dê uma nova chance ao rapaz, e se mesmo assim não conseguir ganhar sua confiança, se mesmo assim, você se sentir insegura, então te aconselho à seguir em frente e tentar encontrar outro amor que possa confiar, pois onde não tem confiança não se tem nada.

Beijos X

17 de mar de 2010

Jabor, mais uma vez!



"DO QUE AS MULHERES GOSTAM.



Você, homem da atualidade, vem se surpreendendo diuturnamente com o "nível" intelectual, cultural e, principalmente, "liberal" de sua mulher,namorada, etc...
 As vezes sequer sabe como agir, e lá no fundinho tem aquele medo de ser traído - ou nos termos usuais - "corneado". Saiba de uma coisa... Esse risco é iminente, a probabilidade disso acontecer é muito grande, e só cabe a você, e a ninguém mais evitar que isso aconteça - ou então - assumir seu "chifre" em alto e bom som.



Você deve estar perguntando porque eu gastaria meu precioso tempo falando sobre isso. Entretanto, a aflição masculina diante da traição vem me chamando a atenção já há tempos. Mas o que seria uma "mulher moderna"?


A principio seria aquela que se ama acima de tudo, que não perde (e nem tem) tempo com/para futilidades, é aquela que trabalha porque acha que o trabalho engrandece, que é independente , que é corajosa, companheira,confidente, amante... É aquela que às vezes tem uma crise súbita de ciúmes mas que não tem vergonha nenhuma em admitir que está errada e correr pros seus braços...



É aquela que consegue ao mesmo tempo ser forte e meiga, desarrumada e linda...


Enfim, a mulher moderna é aquela que não tem medo de nada nem de ninguém, olha a vida de frente, fala o que pensa e o que sente, doa a quem doer...


Assim, após um "investigatório" junto a essas "mulheres modernas" pude constatar o pior. VOCÊ SERÁ (OU É???) "corno", ao menos que:


- Nunca deixe uma "mulher moderna" insegura.


Antigamente elas choravam. Hoje, elas simplesmente traem, sem dó nem piedade.


- Não ache que ela tem poderes "adivinhatórios". Ela tem de saber - da sua boca - o quanto você gosta dela.


Qualquer dúvida neste sentido poderá levar às conseqüências expostas acima.


- Não ache que é normal sair com os amigos (seja pra beber, pra jogar futebol...) mais do que duas vezes por semana, três vezes então é assinar atestado de "chifrudo". As "mulheres modernas" dificilmente andam implicando com isso, entretanto elas são categoricamente "cheias de amor pra dar" e precisam da "presença masculina". Se não for a sua meu amigo...


Bem...


- Quando disser que vai ligar, ligue, senão o risco dela ligar pra aquele ex bom de cama é grandessíssimo.


- Satisfaça-a sexualmente. Mas não finja satisfazê-la.


As "mulheres modernas" têm um pique absurdo com relação ao sexo e, principalmente dos 20 aos 40 anos, elas pensam - e querem - fazer sexo TODOS OS DIAS (pasmem, mas é a pura verdade)... Bom, nem precisa dizer que se não for com você...


- Lhe dê atenção. Mas principalmente faça com que ela perceba isso.


Garanhões mau (ou bem) intencionados sempre existem, e estes quando querem são peritos em levar uma mulher às nuvens. Então, leve-a você, afinal, ela é sua ou não é????


- Nem pense em provocar "ciuminhos" vãos. Como pude constatar, mulher insegura é uma máquina colocadora de chifres.


- Em hipótese alguma deixe-a desconfiar do fato de você estar saindo com outra.


Essa mera suposição da parte delas dá ensejo ao um "chifre" tão estrondoso que quando você acordar, meu amigo, já existirá alguém MUITO MAIS "comedor" do que você...só que o prato principal, bem...dessa vez é a SUA mulher.


- Sabe aquele bonitão que, você sabe, sairia com a sua mulher a qualquer hora. Bem.... de repente a recíproca também pode ser verdadeira. Basta ela, só por um segundo, achar que você merece...Quando você reparar... já foi.


- Tente estar menos "cansado". A "mulher moderna" também trabalhou o dia inteiro e, provavelmente, ainda tem fôlego para - como diziam os homens de antigamente - "dar uma", para depois, virar do lado e simplesmente dormir.


- Volte a fazer coisas do começo da relação. Se quando começaram a sair viviam se cruzando em "baladas", "se pegando" em lugares inusitados, trocavam e-mails ou telefonemas picantes, a chance dela gostar disso é muito grande, e a de sentir falta disso então é imensa.


A "mulher moderna" não pode sentir falta dessas coisas...senão... Bem amigos, aplica-se, finalmente, o tão famoso jargão "quem não dá assistência, abre concorrência". Deste modo, se você está ao lado de uma mulher de quem realmente gosta e tem plena consciência de que, atualmente o mercado não está pra peixe (falemos de qualidade), pense bem antes de dar alguma dessas "mancadas"... proteja-a, ame-a, e, principalmente, faça-a saber disso. Ela vai pensar milhões de vezes antes de dar bola pra aquele "bonitão" que vive enchendo-a de olhares... e vai continuar, sem dúvidas, olhando só pra você!!!!"
 
 
 
Só não somos auto suficientes por não sermos hermafroditas...se não...os homens seriam completamente inúteis. Rsrsrs!
 
Espero que tenham gostado do artigo de hoje, serve para pensarmos, refletirmos e julgarmos se realmente estamos felizes ou se acostumamos e nos conformamos com a "não-felicidade".
 
Um Beijo,
 
Madame Lexi.
 

16 de mar de 2010

Fazer Valer o Amor


Vamos imaginar um casal apaixonado e sua vida atual.



Ele mora sozinho, longe dos pais há muito tempo, é independente e não gosta de ser cobrado por horários, nem sobre aonde vai e com quem vai.

Ela mora com os pais, não sabe o que é respeitar o espaço do outro, super mimada, dependente de atenção e foi criada tendo que dar satisfação de tudo. 

Agora imagine essas duas pessoas juntas. Conseguiu? Dificil não é?
Por que será?


Ela vai controlar seus passos, vai querer atenção sempre, vai cobrar carinhos e não sabe entender que ele precisa de espaço. Na primeira vez ele vai tentar explicar, na segunda começa a ficar furioso e na terceira desliga o celular na cara dela e manda ela pra p.... Ela liga para as amigas chorando, dizendo que tudo acabou, que ele é um grosso, nem gentil e que não a entende. Mas como se amam, continuam juntos.
O tempo vai passando e os dois vão aprendendo mais sobre o outro. Ele procura ser mais carinhoso e atencioso e avisar aonde está ou o que vai fazer; ela passa a aceitar esse jeito de amar.

Depois de anos juntos eles decidem noivar e logo mais casar.
Por que esse relacionamento deu certo?

Porque os dois perceberam que a melhor coisa é ceder. Abrir um pouco a mão de ser tão liberal e dar satisfação, ser mais atencioso e preocupado com as necessidades da mulher, ou ela aprendeu que ela não é o centro do universo e deve ser mais maleável, controlar o nervosismo, e respeitar a individualidade do seu parceiro.
Parece simples mas não é. Requer muita paciência mas os resultados são nítidos.
Não existem duas pessoas iguais no mundo e brigas sempre irão existir. Se brigamos com os pais, irmãos, imagine com uma pessoa que acabou de conhecer?
E você? O que está esperando para parar de brigar por besteira e entender que seu(sua) parceiro(a) nunca será 100% o que sonhou, mas o que ele(a) pode ser é o suficiente para te fazer o(a) homem(mulher) mais feliz do seu mundo!!

Não perca tempo, nem desgaste sua relação por besteiras. Converse sobre as diferenças e veja quem pode ceder em cada situação. Nem sempre será o outro, às vezes você terá que ceder. Mas quer saber? Vale muito a pena!!

Pra voce que me ama



 Madame Muááá

12 de mar de 2010

Vaidade Feminina Afeta o Relacionamento?

Hoje o papo é retissimo e vem pra dar um chacoalhão nas mulheres.
Vejo por ai muitas mulheres que se vestem só por Deus, e sem nenhuma vaidade.
Usam roupas que não é proporcional ao seu corpo, as unhas horríveis, o cabelo já não vê uma tesoura há anos e nenhum perfume que a faça ser lembrada.
Agora me diga, uma pessoa dessas tem o direito de reclamar que o marido não a procura, que não a deseja ou mesmo que foi traída?


Esse papo de que o homem não repara quando a mulher corta o cabelo ou que esta com uma roupa nova pra mim não rola.
No meu caso, sempre dou um jeito nem que seja na sexta a noite de pintar as unhas, cortar a dos pés, lavar o cabelo, fazer uma chapinha e usar uma roupa cheirosa e limpinha para ver o gato. Isso demora umas 2 horas, não envolve gastos enormes e vale muito à pena, porque ele sempre percebe mesmo que não fale.
Uma mulher precisa de cuidados básicos:
Cortar as Unhas
 Pinta-las 
 



 Lavar e Dar um Tapa no Cabelo


Tirar o Bigodinho
 
Ter o Seu Perfume




Combinar Corretamente a Roupa


Esses cuidados são imprescindíveis a qualquer mulher.
Imagina no fim de semana você ir sair com o namorado ou ficar em casa com marido sem esses cuidados básicos?
Já ouvi vários casos de maridos que foram se afastando das suas esposas pela falta de cuidados que ela tinha. Quando conheceu era uma lady e com o tempo virou um canhão, por puro relaxo.
Eu sinceramente acho que nós mulheres temos que fazer a nossa parte, até porque você vai se sentir melhor, mais sexy, mais feminina, sensual e isso vai refletir em muitas coisas boas na sua vida.
Nada melhor do que a auto-estima lá em cima.

E você? Ta esperando o que? Vamos lá menina que tem um bofe te esperando e você vai chegar linda e maravilhosa!
Certeza que a noite promete.

Pra você que me ama.


Madame Muááá



11 de mar de 2010

Ahhh Saudades...


Hoje venho aqui toda melodramática e sem tempo haha. Venho falar da saudade
O que é esse sentimento que nos faz sofrer, que nos deixa sem chão, sem rumo?

Saudade é a mistura dos sentimentos de perda, distância e amor, onde quem sofre é o que fica à esperar o retorno de quem partiu, e não o indivíduo que se foi, o qual nutriria nostalgia.

Existe até o dia da saudade no Brasil, sendo comemorado dia 30 de Janeiro!

As vezes quando a  saudade é grande, a gente busca mil e uma formas de "matar a saudade", isto é, qualquer coisa que nos faça sentir alegres por algum tempo, deixando a tristeza, a solidão e o motivo da saudade para trás.

Sentimos saudades de velhos tempos, de pessoas queridas que já se foram, de ex amores, de algum local ou pessoa, podemos sentir saudade através do cheiro, que nos faz voltar para algum devido lugar ou pessoa, saudades de uma música, de alguma comida especial, de um sorriso e um abraço, das palavras... A lista de saudades é infinita, então deixo com vocês um texto lindo sobre a saudade e como ela dói...

A saudade dói...
Por Miguel Falabella

Trancar o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua,
dói cólica, cárie e pedra no rim.
Mas o que mais dói é a saudade.

Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade de um filho que estuda fora.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Doem essas saudades todas.

Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor,
Ou quando alguém ou algo não deixa que esse amor siga,
Ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Não saber se ela ainda usa aquela saia.
Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania
de estar sempre ocupada;
se ele tem assistido às aulas de inglês,
se aprendeu a entrar na Internet
e encontrar a página do Diário Oficial;
se ela aprendeu a estacionar entre dois carros;
se ele continua preferindo Malzebier;
se ela continua preferindo suco;
se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados;
se ela continua dançando daquele jeitinho enlouquecedor;
se ele continua cantando tão bem;
se ela continua detestando o MC Donald's;
se ele continua amando;
se ela continua a chorar até nas comédias.

Saudade é não saber mesmo!
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos;
não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento;
não saber como frear as lágrimas diante de uma música;
não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber se ela está com outro, e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela.
Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer;

Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você, provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler...

Eu sinto falta de muitas coisas. Por morar fora do Brasil a muito tempo, sinto falta do guaraná, farinha láctea que amava comer haha e bolacha passatempo, de locais da infância, do abraço de velhos amigos, mas o que mais sinto falta é das pessoas queridas, do toque, daquele beijo e daquele sorriso que me fez sentir feliz um dia...Sinto falta de você!

E você, sente saudades de que?

Ps- O Sac é um espaço dedicado a vocês, portanto escrevam para o nosso email dando sugestões de temas e fazendo perguntas e tirando suas dúvidas. Não tenham medo de perguntar, estamos aqui justamente para isso, ajudar e resolver seus problemas, então PERGUNTEM!!!  

Beijos X

10 de mar de 2010

Arnaldo Jabor!



Olá pessoas queridas!!!
Estamos no meio da semana, quarta feira, para muitos o final de semana começa amanhã!
Para tanto, irei postar hoje aqui no SAC um texto muito bacana do Jabor que fala sobre relacionamentos.
Vamos ler e refletir.

"Relacionamentos - Arnaldo Jabor



Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.

Detesto quando escuto aquela conversa:

- Ah, terminei o namoro...

- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...

- Cinco anos.... que pena... acabou...

- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.

Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?

E não temos essa coisa completa.

Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.

Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.

Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.

Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.

Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.

Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.

E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...

Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.

Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.

O ser humano não é absoluto.

Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.

Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.

Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.

E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias.

Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear.

E nem todo sexo bom é para descartar... ou se apaixonar... ou se culpar...

Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ???"


Destaco, por conta própria, os trechos que julgo mais interessantes e que merecem uma atenção e uma reflexão especial:

"Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores." (Adoooooro ter vários amores!!!)

"Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.

Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.

Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.

Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.

Tudo junto, não vamos encontrar." (É, pessoas, ninguém é perfeito...)

"Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele." (Sensacional! Se você busca carinho, invista num cara carinhoso, se você busca sexo, invista num cara que mande bem na cama...tente sempre destacar as qualidades da pessoa, nunca seus defeitos!)

"E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta." (Ninguém merece língua mole, beijo que te deixa inteira babada, beijo de língua SEM língua...)

"Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer." (É triste, mas real. Assistiram o filme "Ele não está tão afim de você!"? Muito interessante)

"Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não. " (As pessoas só fazem conosco aquilo que permitimos que ela faça...portanto, cabe a nós a escolha, sempre!!!)

"Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?" (Nada como amor próprio e muitos, muuuitos PA's -Pintos Amigos-, né?)

"Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível." (Maria Bonita da Penha que o diga...pessoas com MEDO de se envolver são UÓ...tire seu time de campo!!!)

"Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. " (Isso os homens tiram de letra, e nós, mulheres, estamos aprendendo!).

Após refletir, concluo que relacionamento é algo complicadíssimo.
É algo que existe para nos fazer bem, nos fazer MELHOR.

Até sábado, minha gente!

Um Beijo!!!

Madame Lexi.