29 de mar de 2010

Ciúmes x Amor


O ciúme é uma parte secundária do sexo. Sempre que você tem um desejo sexual em sua mente, uma manifestação sexual em seu ser, ou se sente sexualmente atraído por alguém, o ciúme entra em cena porque você não está amando. Se você ama, o ciúme não aparece.

Tente entender a coisa toda. Sempre que você está ligado sexualmente, fica com medo, pois, na verdade, o sexo não é um relacionamento, e, sim, uma exploração, uma utilização.

Se você está apegado a uma mulher ou a um homem sexualmente, fica sempre com medo de que essa pessoa possa ir embora com outra. Não há um relacionamento real. É apenas uma exploração mútua. Vocês estão explorando um ao outro, mas não amam, e vocês sabem disso, por isso têm medo.

Esse medo torna-se ciúme, e você começa a não permitir certas coisas. Começa a vigiar. Toma todas as medidas de segurança para que o homem não possa olhar para outra mulher. Só o olhar já é um sinal de perigo. O homem não deve falar com outra mulher, pois falar... E você sente medo de que ele possa ir embora.

Então, você fecha todos os caminhos, todas as possibilidades de o homem ir com outra mulher, ou de a mulher ir com outro homem. Você fecha todos os caminhos, todas as portas. Mas aí surge um problema. Quando todas as portas são fechadas, o homem torna-se morto, a mulher torna-se morta, ambos tornam- se prisioneiros, escravos, e não se pode amar algo morto. Você não pode amar alguém que não é livre, pois o amor só é belo quando é dado livremente, voluntariamente, quando não é tomado, pedido, forçado.

Texto retirado do blog Palavras de Osho

Beijos X

4 comentários:

Lindsae disse...

Eu acho que o vc descreveu é possessividade. Na possessividade, vc se apodera do outro e acha que a qq minuto ele pode ir embora pq no fundo, não acha que oferece algo de bom, não se acha digna...
Agora, quem ama, cuida e sente ciúmes sim, não a ponto de tirar a liberdade do outro, mas o medo de perder existe.
Acho ridículo essa pregação de "amor livre" em que as pessoas tem um "relacionamento aberto". Pro inferno com essa idéia estúpida e promíscua!
Se ciúme não é sinal de amor, então, não quero ser amada dessa maneira que vcs expuseram...

Sac do Amor disse...

Lindsae querida,

O texto foi retirado de um blog e achei interessante repassar aqui. O ciúmes citado no texto é aquele ciúmes doentio, que vc não deixa a pessoa respirar sem sua permissão, quer aprisionar o amor e faz de tudo para não perde-lo. Talvez tenha sim muito a ver com possessão. Ciúmes é natural e saudável na dose certa, mas temos que saber equilibrar pois qd se ama, não precisa pedir, ele vem naturalmente.

Beijos, Madame X!

Madame disse...

Concordo com a Madame X.
Esse é um tipo de ciume doentio, que vemos muito por ai.
Boas dicas...
bjk

Carolina disse...

"o sexo não é um relacionamento, e, sim, uma exploração, uma utilização"

Boa, adorei isso. É bem nessas sexo é sexo, amor é amor. SEndo que no meio dos dois pode acontecer um sentimento a mais. Aí é nota DEZ!!! Mas nem sempre acontece desta forma.

Agora ciúme é uma droga venenosa que arruina a vida do que sente e do que é atingido.

bjos meus