16 de mar de 2010

Fazer Valer o Amor


Vamos imaginar um casal apaixonado e sua vida atual.



Ele mora sozinho, longe dos pais há muito tempo, é independente e não gosta de ser cobrado por horários, nem sobre aonde vai e com quem vai.

Ela mora com os pais, não sabe o que é respeitar o espaço do outro, super mimada, dependente de atenção e foi criada tendo que dar satisfação de tudo. 

Agora imagine essas duas pessoas juntas. Conseguiu? Dificil não é?
Por que será?


Ela vai controlar seus passos, vai querer atenção sempre, vai cobrar carinhos e não sabe entender que ele precisa de espaço. Na primeira vez ele vai tentar explicar, na segunda começa a ficar furioso e na terceira desliga o celular na cara dela e manda ela pra p.... Ela liga para as amigas chorando, dizendo que tudo acabou, que ele é um grosso, nem gentil e que não a entende. Mas como se amam, continuam juntos.
O tempo vai passando e os dois vão aprendendo mais sobre o outro. Ele procura ser mais carinhoso e atencioso e avisar aonde está ou o que vai fazer; ela passa a aceitar esse jeito de amar.

Depois de anos juntos eles decidem noivar e logo mais casar.
Por que esse relacionamento deu certo?

Porque os dois perceberam que a melhor coisa é ceder. Abrir um pouco a mão de ser tão liberal e dar satisfação, ser mais atencioso e preocupado com as necessidades da mulher, ou ela aprendeu que ela não é o centro do universo e deve ser mais maleável, controlar o nervosismo, e respeitar a individualidade do seu parceiro.
Parece simples mas não é. Requer muita paciência mas os resultados são nítidos.
Não existem duas pessoas iguais no mundo e brigas sempre irão existir. Se brigamos com os pais, irmãos, imagine com uma pessoa que acabou de conhecer?
E você? O que está esperando para parar de brigar por besteira e entender que seu(sua) parceiro(a) nunca será 100% o que sonhou, mas o que ele(a) pode ser é o suficiente para te fazer o(a) homem(mulher) mais feliz do seu mundo!!

Não perca tempo, nem desgaste sua relação por besteiras. Converse sobre as diferenças e veja quem pode ceder em cada situação. Nem sempre será o outro, às vezes você terá que ceder. Mas quer saber? Vale muito a pena!!

Pra voce que me ama



 Madame Muááá

4 comentários:

Anônimo disse...

Entendi Madame Muááá

ceder sempre, entender o lado do outro(a)
mas continuar a amar, e amar sempre não é mesmo?

Madame Muááá eu te gosto um tantão viu...

Anônimo disse...

Madame Muááá

esqueci de dizer que meu amor tem um bocão lindooooo de morrer

O que faço quando estou com saudades

preciso de uns conselhos ''Madamaaa''
(tipo italiano falando sabe como é?)
desculpe a ousadia Madamaaa
Ando com muitas saudades daquela boca linda...

bacci Madama

Sac do Amor disse...

Querido anonimo(a)
Deixei um recadinho com seu nome e o problema e mande para o sacdoamor@gmail.com que eu e as madames teremos prazer em te ajudar.
Muito obrigada pelo carinho.

Pra voce que me ama.

Madame Muááá

Debor@h disse...

Com certeza aprender a amar o outro, com seus defeitos e qualidades não é tarefa fácil, mas fundamental para um amor longo, saudável e verdadeiro. Amei o post Madame, muitos Muáááás pra vc! E desculpe a ausência, Bjs