9 de ago de 2010

Caso complicado







Hoje vou contar um caso complicado que fiquei sabendo sobre o dilema de um rapaz jovem e sua namorada. Ele mora com a mãe e a namorada há 6 anos, conheceu ela, namoraram um tempo e ele convidou ela a ir morar com ele e a mãe pois ela morava com os irmãos e a família é do Nordeste. Entre idas e voltas, ela terminou com ele várias vezes e voltava depois, e ele como a amava aceitava. 

Agora o caso é o seguinte, ele não a ama mais e quer terminar, mas ela agora não quer sair de jeito nenhum da casa dele e faz ameaças que vai na polícia, que tem direitos e além do mais parte para a violência. Ele, não sabendo o que fazer, vivendo em um inferno, resolveu ele e a mãe mudar de casa. Mas a moça conseguiu com a ajuda dos irmãos levar suas coisas para lá sem ele saber. Tá bom que essa parte não entendi direito como ela conseguiu a chave para se mudar para a casa nova, mas tudo bem. 

A questão é - 
Quando um quer e o outro não quer mais o que fazer?

Ele cansou de ser feito de palhaço e ela não parece amar ele, somente quer ficar por comodismo, pois quem ama não ameaça e não maltrata. Ela disse que está esperando um chamado de Deus e não sai de lá por nada haha. O rapaz buscou ajuda com um advogado que o aconselhou a esperar e não fazer nada até obter o papel do juiz com uma ordem para ela sair da casa. Por enquanto o rapaz continua vivendo no próprio inferno e a moça continua fazendo a vida dos dois uma guerra diária. 

Fico até sem palavras para aconselhar neste caso, acho que o rapaz fez a coisa certa buscando ajuda com um advogado e espero que essa situação não se prolongue mais. Eu acho um absurdo casos assim. O que faz uma pessoa, mesmo sabendo que não é mais amada(o) continuar debaixo do teto da outra pessoa? Além do mais tem uma terceira vítima, a mãe do coitado que não sabe o que fazer e expulsar a moça depois de 6 anos juntos, apesar das brigas e separações no meio, ele poderia ter problemas com a justiça, não seria nada bom. Mas amor não existe lá há muito tempo na minha opinião e se não há mais amor, carinho, respeito e amizade,  porque é que essa pessoa não tem um pouco de orgulho e vergonha na cara e não volta a morar com os irmãos, começar sua vida novamente, tentar encontrar a felicidade em outro lugar e deixar o rapaz seguir em frente também. 

O que nos leva a  deixar uma relação amorosa chegar nesse ponto, onde precisamos buscar ajuda com a justiça para podermos seguir em paz e literalmente expulsar a pessoa que costumávamos amar de nossas vidas? Muito triste!


Ps- Não conheço nenhum dos envolvidos no caso e soube pelo meu namorado sobre essa história e fiquei chocada! Parece um filme de terror!  

Beijos X

2 comentários:

Deb. disse...

Oi, Madame

Olhe, cuidado. Em toda história existem várias verdades. Talvez a versão dela das coisas seja muito diferente... e tenha questões aí no meio que o cara não está falando. Porque ela está agindo como quem acha que foi sacaneada. Algum motivo deve ter né?

Ou então não, é isso mesmo e ela ou não tem amor-próprio ou é meio maluca, vá saber. De qualquer forma, se a questão fossem só os direitos, ela podia ter procurado um advogado e visto isso sem maiores crises. OU talvez ela tenha procurado um e ele tenha orientado que numa situação dessas ela não deveria sair porque seria considerado abandono de lar... e aí ela perderia pontos na hora de definir pensão etc. Sei lá. Mil possibilidades.

A única coisa certa é que ela tem direitos sim. Relacionamento estável, 6 anos, morando juntos... Todos os direitos, pela lei.

Beijos,
Deb.

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

Madame X, sheli! Também acho tão chocante isso! Dizem que sogras são cobras, mas acho que desta vez a cobra é a nora. Espero que ele consiga separar-se de vez dela.

Shalom.