5 de abr de 2010

Prazo de vida do amor

O amor é muito frágil.
Não pense que o amor é eterno. Ele é muito frágil, tão frágil quanto uma rosa. Pela manhã, ela está ali; ao entardecer, ela se foi. E pequenas coisas podem destruí-la.

Quanto mais elevado for algo, mais frágil será. Ele precisa ser protegido. Uma pedra permanecerá, mas a flor irá embora. Se você atirar uma pedra na flor, a pedra não se machucará, mas a flor será destruída.

O amor é muito frágil, muito delicado. Você precisa ser muito cuidadoso e cauteloso com ele. Você pode causar tal dano que o outro se fecha, fica defensivo.

Se você estiver brigando muito, seu parceiro começará a escapar; vai se tornar cada vez mais frio e fechado, de modo a não ficar mais vulnerável a seu ataque. Então, você o atacará ainda mais, porque você resistirá a essa frieza.

Isso pode se tornar um círculo vicioso, e é assim que as pessoas enamoradas pouco a pouco se separam. Elas se afastam uma da outra e acham que a outra foi a responsável, que a outra a traiu.

Na verdade, como percebo, nenhuma pessoa enamorada jamais traiu alguém. É somente a ignorância que mata o amor. Ambas queriam ficar juntas, mas ambas eram ignorantes. A ignorância delas fez com que entrassem em jogos psicológicos, e esses jogos se multiplicaram.


Beijos X

6 comentários:

Carol Lina disse...

Recomendo a leitura da crônica 'o amor acaba', de Paulo Mendes Campos. Triste, mas lindo... se é real, depende do casal!
Boa semana!

Abstrata disse...

Madame X

hoje estou fora do mundo
e dentro, mas bem dentro do meu buraco negro pessoal...

Uma das frases que me chamou a atenção foi esta
...
''É somente a ignorância que mata o amor''

Penso que ignoramos o outro(a)
quando não damos a atenção devida,
relacionamento é troca,
ignoramos que felicidade e amor, se distanciam na caminha em determinados momentos,
mas que voltam a se encontrar em outros,
ignoramos que amar é sinônimo de sofrimento também,
Somos ignorantes em muitas coisas e não reconhecemos que não sabemos tudo do outro(a)(supomos às vezes)
quando na verdade só quem está passando e sentindo sabe...
Somos autosuficientes na maioria das vezes, e isso atrapalha uma relação,quando o outro(a)precisa de nós para se relacionar(conosco mesmo)
Madamezinha
Está bem compreensível teu texto
e me encaixo nele, não sei porque...

Madame X, não encontro saíde deste buraco que caí
tens aqui no Sac um anzol para pescar pessoas caídas em buraco negro?

Meus beijos são X x Y = tens o resultado para me dar?

Desculpe Madame X, meu estado hoje não é nada bom...

Sac do Amor disse...

Carol,

Obrigada pela sua recomendação. Bjs grandes da Madame X

Querida Abstrata,

As vezes nos encontramos nesse buracos escuros onde achamos que não há saída, mas de repente algo acontece do nada e quando nos damos por nós já estamos na claridade. Meu conselho é paciência, força e amor próprio, muito!

Beijos X & Y = Amor infinito!

Madame X

Abstrata disse...

Obrigada Madame X

Estou bem melhor com este conselho
e melhor ainda com o resultado que deu aí em tuas contas

Respiro aliviada , pois pensava que o resultado dava outro
quebrei a cabeça fazendo cálculos e mais cálculos por dias e dias

Ufa que bom que conseguiste dar-me o resultado, e positivo ainda...
és boa até em matemática,
além das coisas que escreves aqui...

Beijos madamezinha, agora com resultados positivos...rsrsr

Abstrata disse...

Esqueci de perguntar : o que deu em Madame Lexi que não escreveu nada na quarta
estava de birra será?
Dá carta de euforria pra ela e manda às fava,
digo manda pastar,
não, não manda ela ir procurar um rumo...rsrsrs


Bjokas Madamezinha

Sac do Amor disse...

Abstrata linda,

Que bom que esta melhor agora, fico feliz mesmo! Se quiser mande perguntas por email e eu ficrei feliz em te responder qualquer duvida que tenhas.
sacdoamor@gmail.com

Sobre a Madame Lexi, ela deve ter tido uns imprevistos, mas deve voltar com certeza. Até madames tem problemas haha

Beijos X

Madame X