23 de set de 2010

Vontade do Novo!



“Abra espaço no seu coração para que o novo possa entrar!

Jogue fora o que não serve mais.
Amores frustrados, projetos engavetados, oportunidades perdidas e roupas velhas devem ir para lata de lixo.” (Roberto Shinyashiki)



Esse pensamento foi tirado de um livro que acabei de ler desse autor que eu adoro, o titulo é uma frase que eu falo que quase diariamente: Vivendo e Aprendendo, é também título de uma nova música do Capital Inicial. Mas voltando ao pensamento, ele é muito oportuno e até parece ser bem simples de ser seguido, mas não é.

Só nosso coração sabe o quanto relutamos em deixar situações que muitas vezes já nos deixaram. Quantas vezes insistimos em nos agarrar a pessoas que não estão nos fazendo bem, por comodismo ou medo de novas situações.

Mas enquanto não nos soltamos e vamos levando certas situações, vamos perdendo oportunidades de sermos felizes ou mais felizes.

Mas porque sentimos tanto medo do novo?

Me lembro de tanta inconseqüência na minha adolescência. Quando minha mãe me advertia sobre sofrimentos futuros enquanto eu namorava o pai dos meus filhos, supostamente um imaturo, eu ria e dizia: Mãe, se não der certo é fácil, separamos e pronto!

Ahhh mas como a vida nos mostra o quanto falar é fácil e muito mais difícil agir. Como eu queria ter aquela disposição que me era corriqueira anos atrás e me livrar de tudo o que me emperra hoje.

Mas também sinto que como tudo na vida, pra ser bom, tem que ter uma pitadinha de dificuldade. Parece que sempre que enfrentamos problemas difíceis vem uma certa “recompensa”. Pelo menos eu vejo assim.

Como é dificil a dor do parto, seja ele natural ou não. Mas toda felicidade que vem depois supera tudo!

Acredito que sempre de uma lição difícil, tiramos uma coisa boa. Apenas precisamos estar com os olhos da alma abertos e treinados para receber.

Saber lidar com as situações difíceis como se tivéssemos fazendo um treinamento para sermos recompensados depois, com os frutos de nossos esforços.

Temos que treinar nossos instintos, reconhecermos bem a situação em que estamos, percebermos quando reclamamos e pararmos, porque de nada adianta. E agradecermos mais as oportunidades que nos apresenta.


“Arrisque... Ouse... REALIZE!!!
Não deixe o medo de errar bloquear a sua capacidade de se realizar.
Muitas pessoas, em vez de tocar seus projetos, preocupam-se em não cometer erros...
O pior é que alguns terão sucesso nessa empreitada:
Não errarão quase nunca, mas também não conseguirão realizar o que desejam.” (Roberto Shinyashiky)



Agradecer sempre os percalços, pois, eles nos dão a chance para evoluirmos.



                                                              Beijinhos doces da Madame Infinity        

2 comentários:

Madame disse...

Nossa lindo post!
Quando somos jovens tudo é facil e apaixonante,depois com a idade percebemos que nada é tao facil assim.
Sempre ha tempo para ser feliz!

Super beiju

Debor@h disse...

Saudades de vc Madame Infinity e que gostoso de te ler. Quem não arrisca não petisca não é mesmo, então devemos arriscar para o nosso próprio bem. Bjss mil